Busque um poema

06 janeiro 2019

Vendedor de Esperança

Enquanto resta
um fio de vida
Cabe sempre
um tom de festa
O presente
O tempo empresta
Pra você

Se a dor
é indigesta
Para ela
Não dê brechas
Alegria manifesta no poder
Que existe na vontade de viver

Deixe acordar sua criança
Permita a si mesmo renascer
Levante e compre a esperança
Que o futuro tem pra lhe vender

Pedrosill

Compartilhe esse poema: