Busque um poema

03 setembro 2017

Comentário

Eu tenho amor de sobra
Não é amor de cobra
Eu não sou infeliz
E meu amor só dobra
Não é amor de sogra
E nem de meretriz

O meu amor tem falha
Assim como navalha
Que deixa cicatriz
E quando ele se espalha
Fica feito migalha
Fazendo insistir

O meu amor destroça
Quem só faz manobra
Pra me destruir

O meu amor se esforça
Pra agradar, desdobra
Ele é aprendiz

É quem provou, que diz!

Pedrosill
Compartilhe esse poema: