Busque um poema

02 agosto 2017

Transforma

Eu sou a pedra às vezes que chora...
E sempre reza!
Transforma o agora que opusera
Por que o amor é a glória que me devora
E a esperança é a criança que me venera!

Pedrosill
Compartilhe esse poema: