Busque um poema

22 novembro 2016

Brinde do Moço

Eu comprei um sorriso
Numa loja simplista
Paguei tudo à vista
E não quis embrulhar

Nem tirei do meu rosto
Foi culpa do 'Moço'
Me fez experimentar

Consertei meu desgosto
Um brinde do Moço
Quis me ver voltar

Pedrosill
Compartilhe esse poema: