Inteiro

7/24/2016

Sempre houve salvação,
No amor divino,
E sempre haverá!

Posso ver, olhando para trás
Eles me levantando, enxugando minhas lágrimas.
Recarregando minhas forças.
Segurando firme a minha mão durante todo o caminho, até aqui.
Sempre!

A cada queda, o mesmo amparo
E seus olhares de coragem.
De lá até aqui,
Foi um cortejo, ao lado do rei,
E uma dança sob as honras da rainha.
A sabedoria conduzindo...
A alegria me soprando...
Toda graça levitando meu sorriso,
E me lavando dos rancores.

Durante as tormentas, os trovões me ninaram.
E em cada sonho, os relâmpagos me ensinaram,
A brincar por entre os raios,
Verdades que pensava não ser capaz de digerir.
E as canções anunciaram toda cura.
As orações me protegeram com ternura.
E a cada abraço do divino, renasci.

Sei quanto árduo é o caminho verdadeiro.
Mas o triunfo é a cartada dos guerreiros.
E eu, seu filho, ninguém derruba por inteiro.

Pedrosill

0 comentários