Desafio

5/11/2012

Eu desafio você
A me mostrar suas armas!
Me desarmar...

Te desafio a amar...
E me fazer te amar...

Pois nessa guerra
Ganha, aquele que se entrega
Que não nega o seu querer

Te desafio a me querer!!
Pois eu duvido não querer...

Sabendo disso, não hesite
Meu desafio é um convite
Pra você se entregar
Eu também me entregar
Afinal, não custa nada se render

Pedrosill

3 comentários

  1. Como sempre... Escrevendo muito bem! Mais uma vez, PARABÉNS por mais um BELO POEMA!Você fala de um desafio. O desafio de amar. "[...]Te desafio a amar... E me fazer te amar...[...]" O desafio de amar alguém exige que sejamos instrumentos de libertação na vida dos que dizemos amar. Seu poema me fez pensar no quanto que esta forma de desafio deve estar acompanhada de atitude. Amar talvez seja isso: desafiar o outro através de gestos que concretizamos diariamente e não apenas por palavras. Você me fez pensar sobre o amor. É como se dissesse: Quero que me ame. Quero que você faça parte da minha vida. Mas, há um desafio! Terás que ter diante dos olhos o que eu sou, o que ainda posso ser e não o que você gostaria que eu fosse. Aceite e renda-se!PERFEITO! ADOREI! Por que será que as pessoas possuem desejo de serem amadas? "[...]Te desafio a me querer!!Pois eu duvido não querer...[...]" É aí que nasce a paixão. É como se outro fosse uma maneira de interpretar aquilo que sou. Essa visão faz de mim um eterno apaixonado!rsrsrs... A vida por si só já é um bom desafio! Eu e minhas palavras! rssrsrs PARABÉNS Pedro! Espero novos poemas... Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Jefferson!!
    Fico feliz por você ter sacado tanto do poema...
    Pra não dizer completamente!! rsrs

    Mais uma vez obrigado pelo carinho e continue acessando o blog sim...

    Forte Abraço!

    ResponderExcluir