Busque um poema

31 janeiro 2012

Aconteceu

O que você me deu:
Perdeu?!
Se foi?!
O que eu te dei não foi?!
Então, o que aconteceu?

Aconteceu pra nós!
A sós, dá pra perceber!
A gente se perdeu amor...
E foi de vez!

De vez em quando a gente lembra:
O quanto bom...
Quanto custou...

Bom mesmo é quando ainda sobra amor:
Talvez reanimar...

A gente busca outras saídas pra talvez não aceitar!
Mas por favor, aceite, meu amor.
Não sou mais seu!

O que você ganhou:
Trocou!
Vendeu!

O que você me deu:
Quebrou!
Morreu!

Pedrosill
Compartilhe esse poema:

25 janeiro 2012

Muito Prazer, Reflexão!

Não se deve fugir de si
Não se deve fingir pra si
Sou grato a Deus pelo meu dom!

Mas a reclusão é necessária
Pra entender minhas diárias
Me encontrar numa razão!

(E disso não abro mão!)

Entrego a Deus meus pensamentos
Busco consolo, almejo alento
Pra aquecer meu coração!

Se é preciso, largo tudo!
Mergulho dentro do meu mundo
Em busca de iluminação!

Mudo meu nome e endereço
Passo a morar aonde esqueço
Muito prazer, Reflexão!

Pedrosill
Compartilhe esse poema:

07 janeiro 2012

Aceite - Ensaio Fotográfico (5ª Fase)

Se você me ama...
Se você me ama mesmo...
Como diz que ama,
Como diz na cama,
Pra ter o que quer!

Se você me ama...
Se você me ama mesmo...
Se você me ama,
Aceita e não reclama,
Minha chama apagou...
Acabou!


O poema "Aceite" expressa aquele famoso grito de basta, que um dia todos nós já demos ou ouvimos de alguém. Quantos de nós já fomos pegos de surpresa com a notícia de um rompimento? Quantos já choraram? Quantos já ficaram aliviados por livrar-se de um amor morto, que insistia em carregar nas costas...

É com esse poema que este casal encerra suas fases juntos, abrindo brechas para iniciar novas fases na companhia de novas pessoas. Mas será que recomeçar é tão fácil assim?? Ou seria necessário antes, criar "Anticorpos".....

Poema: "Aceite"
Fotos: Gilson Vilela
Modelo: Nando Araújo e Tanne Delamary
Concepção e Direção: Pedrosill e Gilson Vilela
Cabelo e Maquiagem: Roberval Araújo
Compartilhe esse poema:

05 janeiro 2012

Se - Ensaio Fotográfico (4ª Fase)

Se um de nós
Se algum dia
Se não der mais jeito
Se você cansar
Se você casar
Se entristecer
Se aborrecer
Se quiser mudar
Se acontecer
Se acabar

É chegada a hora de conhecer a 4ª fase vivida por esse casal. Após os dias de "Ternura", é natural algumas complicações, preocupações e por que não dizer antecipações ou "neuras"??

No poema "SE", sofrer por antecipação é na verdade a coisa preferida desse par que passa a imendar uma "DR" atrás da outra.


 
A 5ª e última fase vocês conhecerão amanhã com o poema "Aceite".

Poema: "Se"
Fotos: Gilson Vilela
Modelos: Nando Araújo e Tanne Delamary
Concepção e Direção: Pedrosill e Gilson Vilela
Cabelo e Maquiagem: Roberval Araújo
Compartilhe esse poema:

04 janeiro 2012

Ternura - Ensaio Fotográfico (3ª Fase)

Quando você acordar
Pra me olhar...
Me ver dormir...
Quero sentir em meu queixo
O seu beijo de confirmação

Hoje conheceremos a 3ª das 5 fases que contam a história desse casal. Agora, o poema "Ternura" ilustra o momento em que o ápice dos sentimentos deliciosos é finalmente alcançado.

De tudo que eu tenho
Eu prezo o sagrado
Estar em seus braços é proteção

 

Todo afago
Quando estou ao seu lado
É tão necessário quanto uma oração


As próximas fases serão reveladas com os poemas "Se" e "Aceite".

Poema: "Ternura"
Fotos: Gilson Vilela
Modelos: Nando Araújo e Tanne Delamary
Concepção e Direção: Pedrosill e Gilson Vilela
Cabelo e Maquiagem: Roberval Araújo
Compartilhe esse poema:

03 janeiro 2012

Permita Enfim - Ensaio Fotográfico (2ª Fase)

Permita-me:
Pegar sua mão;
Há tanto que eu quero te mostrar...
Sei que na vida nada é em vão!
Que houve motivo pra gente se encontrar!

Como eu já havia dito, vocês conhecerão a história de um casal, dividida em 5 fases, ou seja, 5 poemas!

Nesta segunda fase, com o poema "Permita Enfim" vemos o momento em que este casal se despede de qualquer receio, e se declara. Encarando o desafio de ser um só!


As próximas fases serão reveladas com os poemas "Ternura", "Se" e "Aceite".
Poema: "Permita Enfim"
Fotos: Gilson Vilela
Modelos: Nando Araújo e Tanne Delamary
Concepção e Direção: Pedrosill e Gilson Vilela
Cabelo e Maquiagem: Roberval Araújo
Compartilhe esse poema:

02 janeiro 2012

No Bar - Ensaio Fotográfico (1ª Fase)

Vocês irão conhecer a história de um casal, dividida em 5 fases, ou seja, 5 poemas!

A primeira será com o poema "No Bar" que é ilustrado no ensaio abaixo. Nele o casal se cruza pela primeira vez... As próximas fases serão reveladas com os poemas "Permita Enfim", "Ternura", "Se" e "Aceite".

É um copo
Um canto e uma cantada
E a presa encurralada caindo no encanto
Entre a dose e ressaca




Poema: "No Bar"
Fotos: Gilson Vilela
Modelos: Nando Araújo, Tanne Delamary e Sama Araújo
Concepção e Direção: Pedrosill e Gilson Vilela
Cabelo e Maquiagem: Roberval Araújo

Bônus - Bastidores dos Ensaios



Compartilhe esse poema: