Vestido de Saudade

12/27/2012

Chega uma hora em que a gente não cabe mais dentro da casa,
Nem encontra nada interessante pra se fazer por entre as ruas...
A gente corre pro espelho
E percebe de repente que é estranho, corrosivo, angustiante...
Estou vestido de saudade,
Dos pés à cabeça!

Pedrosill

Passagem

12/08/2012

Era uma passagem de ida...
Apenas de ida!

Não para exterminar a dor,
Mas... quem sabe... aliviá-la!

Nada como uma loucura,
E um amor batendo na porta pedindo pra entrar...

Nada como uma janela pra fugir,
E as possibilidades de tudo acontecer...

Promessas de felicidade até o dia amanhecer...
Promessas de felicidade para o dia recomeçar...

Enquanto as horas, minutos e segundos passam,
Eu apenas me permito permitir
Viajar... acontecer!

E depois que usei minha passagem de ida.... aliás, de vinda
Pra essa vontade de felicidade
Tenho apenas certeza da vontade de aqui querer voltar!

Pedrosill

Quem?

12/02/2012

Antes de você me esquecer
Me lembre quem é você!

Pedrosill

Cansei?

11/05/2012
Como é que um ser humano consegue ser, ao mesmo tempo,
um misto de sucesso e fracasso?
de fé e descrença...
de tentativa e desistência...
de equilíbrio e colapso?

Eu nunca quis ser o alvo,
Como também não escolhi ser o arco, a mira, a flecha, o arqueiro...

Sabe uma noite de sonhos?
Ela seria perfeita, se eu não tivesse que acordar no meio...
E perceber que sou odiado pelas pessoas que mais eu procurei fazer o bem!
É nessas horas que penso: Cansei?

Pedro Oliveira & Pedrosill

Autoavaliação

11/04/2012

Você se trancou em seu mundo,
Pensando que assim estaria protegido das ciladas da vida...
Se blindou contra humanos que a primeira vista poderiam te fazer mal
E não percebeu que assim acabou fazendo mal a você mesmo...

Quando se deu conta,
Chorou desesperadamente com a sensação de ter perdido o trem que te levaria à realização dos seus sonhos...
Pediu a Deus luz, paciência e força pra recomeçar!

Quando o sol te acordou pela janela,
Você respirou fundo, determinado a mudar sua condição de fracassado
Decidiu se desfazer do passado e trabalhar o presente
Plantar novas sementes, num terreno que acreditava já conhecer

Ressuscitou heróis
Aprendeu a refazer o riso
Prestou atenção em tudo, passou a agradecer a todos

Voltou a sonhar com o amor,
Te resgatando a qualquer momento desse poço difícil de sair...
Com o amor te colocando nos braços e te mostrando tudo que realmente vale a pena
Com o amor te ouvindo falar que na vida,
É muito bom quando a gente aprende a se reerguer!

Pedrosill

Acenda a Luz

10/31/2012
Acenda a luz pra mim...
Me diga como e quando
Acenda a luz pra mim...

Acenda a luz pra mim...
Porque senão desando
Acenda a luz pra mim...
Eu quero tanto, preciso tanto, tanto, tanto...

Você sabe que vislumbro o claro
Mas tudo que trago em mim é escuridão
Eu sempre corro do pecado
Mas quem se atrai por mim traz perdição
Eu te peço perdão
Sei que não mereço mais sua atenção
Mas acenda a luz pra mim

Acenda a sua luz pra mim
Me dê proteção!

Pra que eu não ande errado
Tão pouco pise em falso
Pra que eu não meta os pés pelas mãos
Acenda a luz pra mim

Acenda a sua luz pra mim
Me dê sua proteção!

Pedrosill

Isso é Pedir Demais?

10/29/2012

Eu não quero ser só!

Eu quero ser muitos pra suprir as necessidades...
Quero ser a necessidade de muitos...
Mas que no fundo queira suprir só a um, e só!

Quero servir e ser servido,
Ouvir e ser ouvido,
Comer e ser engolido pelo amor
Toda manhã, meio-dia, toda noite...
Pra que a noite não seja mais solitária, e só!

Eu quero mais do que roupa lavada...
Quero sentir o cheirinho do amaciante enquanto estiver lavando!
Quero casar, ter filhos e ser feliz pro resto da minha vida!

Só quero viver a vida que eu escolher,
E só!

Isso é pedir demais?

Pedrosill

O Começo

10/24/2012

O começo
Reflete no espelho
O futuro que a gente optou pra viver

E aquele que não sabe onde está
Deve então regressar
Pra tentar se entender

Pedrosill

Te Explico!

10/18/2012

E se meus beijos inspirassem arte?
Se teu olhar aprimorasse o meu?
Se meus desejos te realizassem,
E multiplicassem os sentidos seus?

Nós teríamos amor
Pra gastar e sobrar
Pra uma outra geração!

Nós teríamos amor
Pra guardar e usar
Numa próxima encarnação!

E se teus sonhos me despertassem?
Se meu caminhar fosse junto ao seu?
Se teus sorrisos me confortassem,
E aliviassem os pesos meus?

Nós teríamos amor
Pra ganhar e apostar
Rumo a qualquer direção!

Nós teríamos amor
Pra curar e andar
Frente a qualquer aflição!

E então todo caos e os seus pesadelos
Seriam brinquedos de menino

Todo receio teria seu freio
Ali no entremeio
Do começo e o início

E se meus textos se concretizassem?
Se eu publicasse você em meu livro?
E se você lesse, esse
Que te escrevo, descrevo, te explico?

Nós teríamos amor
Pra cantar e dançar
Nós teríamos amor
Pra deitar e sonhar
Nós teríamos amor
Pra provar

Mas nada acontece em vão!

Pedrosill

Talismã

10/14/2012

Nenhuma dessas tecnologias
Nenhuma dessas teorias
Nenhuma dessas terapias
Nenhuma dessas simpatias

Vão fazer você pra mim aparecer
Como eu sonhei um dia...

Nenhuma dessas metodologias
Nenhuma dessas liturgias
Nenhuma dessas apologias
Nenhuma dessas utopias

Vão fazer você pra mim aparecer
Como eu sonhei um dia...
(e como eu sonhei!)

Tão bom seria achar você já amanhã
Pra me fazer sorrir
Pra ser o meu divã

Tão bom seria achar você já amanhã
Eu quero ser feliz
E o amor é o talismã!

Pedrosill

Professor

10/11/2012
Às vezes tenho vontade de dar adeus a tudo aquilo que me rodeia
Ir pra outra casa, outra cidade, outro mundo, outro plano...
Às vezes quero mudar o plano, só pra não me desapontar
Escolher uma louca aventura
Abandonar as oportunidades de morrer no conforto da mesmice
Às vezes quero ser Alice, experimentar o insano País das Maravilhas
Às vezes vejo que, na verdade, a maravilha é estar onde estou, com quem estou... lutando pra deixar uma marca no mundo, ou melhor, deixar minha marca nas pessoas
Às vezes quero mudar as pessoas
Às vezes quero que elas se mudem...
Mas o que eu quero mesmo, é que elas me mudem!
Que me ensinem cada dia a ser alguém melhor...
Pois tem dias que acho mesmo que o melhor é aprender com cada ser humano que me rodeia...
Às vezes amo quem me rodeia
Às vezes amo quem me odeia
Às vezes amo, às vezes tanto, que me chateia essa mania de dar sempre chance a quem não merece
Essa mania de acreditar que meu sorriso vai derrubar muralhas, sarar feridas, acalmar corações, mudar vidas...
Taí... uma coisa que eu tenho mesmo... vontade de mudar vidas!
Eu acho que foi por isso que eu me tornei PROFESSOR!
E jamais abandonar tudo aquilo que me rodeia!

Pedrosill

Pé Direito

10/05/2012
Antes de amar alguém...
Aprenda a amar a si mesmo!
Comece com o pé direito,
Pra não acabar com um pé só!

Pedrosill 



As Coisas Que Eu Te Emprestei

9/30/2012

Se eu partir hoje ou amanhã cedo,
Quero que você se atente a lembrar
Somente do que foi bom
Das cores que eu te emprestei pra pintar

Somente do que foi bom
Das frases que eu te emprestei pra pensar
(E sorrir, e chorar, e sonhar, acordar, e aprender a viver bem melhor, progredir e amar sem temer, sem fingir, perdoar, talvez recomeçar...)

As coisas que eu te emprestei pra mudar

Pedrosill

Salve

9/28/2012

Deus, salve os que amam
...Incondicionalmente...
Ao passo que aqueles que não,
Condenam a si próprio!

Pedrosill

Vento Divino

9/24/2012

Olhai para o barco, a vela, o mar...
Mas jamais se esquecer de agradecer a Deus, vento divino
Que nos leva às descobertas!

Pedrosill

Anotação

9/23/2012

Às vezes me noto
Não sendo notado
Como se o que eu fizesse
Não valesse a pena...
Nem sequer de olhar

Como se eu nem fizesse,
Ou sequer estivesse aqui pra falar

Às vezes me noto
Não sendo anotado
E anoto calado
Os erros cometidos por você
Como sempre descuidado

Às vezes me noto
Remoto
Denoto
Piloto
Saboto
E me esgoto devoto
Numa vã tentativa de você me admirar

Pedrosill

Família

9/23/2012

Quando você viaja por entre várias cidades,
Dia após dia, noite após noite,
Sozinho
A única coisa que te faz saber onde de fato é seu lugar...
A única coisa que te faz ter a certeza dos motivos por qual você nasceu...
A única coisa que te faz ajoelhar e agradecer desesperadamente aos prantos...

Essa coisa...
Essa coisa se chama FAMÍLIA!
Que me completa incondicionalmente!

Pedrosill

Cama

9/19/2012

Eu vou ali ficar com ela!
Deitar em cima dela...
Até um pouco mais do amanhecer

Porque eu sei que ela me ama!
Pelo meu corpo, toda noite ela clama!
Dou todo amor à minha cama

Que me dá forças quando eu vou dormir!
Que me acalma quando o mundo me inflama
Que me aceita mesmo eu sendo um aprendiz

Que me aquece quando o choro em mim derrama
Me reconstrói pra ser feliz

Pedrosill

Parada

9/18/2012

Parei pra ver passar...
Me diz, passou o que?
Há tanto preconceito
Nas ruas, na TV...

Parei pra ver passar...
Pra ver se resolver!
A bruta violência,
Que não dá mais pra gente fingir que não vê!

Pois se nós somos iguais
Perante a lei
Pois se nós somos iguais
Perante o pai
Pois se nós somos iguais
E como somos iguais
Queremos paz
Assim também como vocês!

Você parou pra ver passar,
Mas nem sequer parou pra ver
Que é preciso respeito!
Que é preciso então compreender!

Não cabem julgamentos,
E nem condenação!
Cadê o acolhimento,
Se somos uma civilização?

Pois se nós somos iguais
Perante a lei
Pois se nós somos iguais
Perante o pai
Pois se nós somos iguais
E como somos iguais
Nós buscaremos paz
Assim como vocês

Então,
Não basta vir pra ver passar!
Evite que outros inocentes sofram,
Estenda sua mão!

Então,
Não pare aqui pra ver morrer!
Caminhe junto sempre,
Plante essa semente da compreensão!

Porque nós somos iguais...
E como somos iguais!
Nós buscaremos paz
Sem ter separação!

Viver juntos e felizes
Vamos então?

Pedrosill

Pronto

9/14/2012

Quando o sol bater na cabeceira da minha cama,
Eu estarei de pé!
Livre e pronto pra recomeçar!

Pois a força quando acorda em mim
Ela caminha pra nunca parar!

E você?
O que fará?

Pedrosill

Refém das Águas Claras - Ensaio

9/14/2012
Em outubro de 2011, escrevi "Refém das Águas Claras", poema sobre uma paixão repentina por um envolvente par de olhos azuis, que me lembravam o mar!

As fotos que escolhi pra ilustrar esse poema, são mais uma obra de Gilson Vilela, durante um ensaio fotográfico com uma das minhas queridinhas, a atriz Tamires Melo.


 

[Capa para Facebook]

Foto: Gilson Vilela
Modelo: Tamires Melo

Pedrosill

Ressignificar

9/05/2012

Eu descobri a fé
Depois que andei a pé
Pra encontrar a luz

Eu encontrei a luz
Quando eu me propus
A abraçar a fé

Que veio correndo de braços abertos pra mim
Quando eu finalmente aceitei que um dia ruim
Vem pra nos ensinar

Eu descobri que amar
É toda hora
É cada instante
Que perdoar nunca é estanque
Que é permitido ser

Eu descobri que ser
É bem melhor que estar
É bem maior do que ficar
Bem mais que ter

Eu aprendi a ler
O mundo em cada segundo
E perceber que há sempre algo a se aprender
E ressignificar

Eu descobri a fé
Eu encontrei a luz
No dia em que eu me propus
A ressignificar

Pedrosill

O Que Eu Fiz?

9/05/2012

Quando calei,
E sentei na beira da cama
Eu chorei
E pensei: "Mas quanto drama!”
Quem não ama mais alguém aqui sou eu!

Eu respirei
E gargalhei
Pra tentar sair da trama
Sem me lembrar
Do seu olhar
Querendo morrer
Querendo matar
Ao som do fim

O que eu fiz?
O que eu fiz?

Pedrosill

Sarau dos Bêbados

9/03/2012
Seguidores e Perseguidores, Amantes e Amores, Amigos e Inimigos, Colegas e Desconhecidos, MUNDO!

Eu decidi escrever este post, de uma forma diferente do habitual, para agradecer a todos vocês pelos sms's afetuosos, as fofas ligações, mensagens via Twitter e Facebook e todas as demais demonstrações de carinho na ocasião do meu aniversário no último 1º de setembro.

Foi sem dúvida um dia incrível pra mim! Aproveitei pra reunir alguns dos amigos num churrasco, que acabou virando um sarau... com poesias penduradas no varal... e exposição de 55 fotos de Gilson Vilela, retiradas do seus ensaios que ilustram um pouco da minha poesia.

Diante de tudo, como não ser poético? Se tudo que vocês fizeram foi escrever em meu coração a mais linda poesia??

Muito obrigado a todos!!!

Amigos reunidos no "Sarau dos Bêbados"

Aquela velha, obrigatória e deliciosa cerimônia de apagar a velinha!!

No cantinho "Quadro Vivo" da festa: Eu e Minha Mãe

Prazo de Validade

8/26/2012

Uma vez
Estava eu lá
Torcendo
Lutando junto
Orando em silêncio

Ouvindo
Acolhendo
Abraçando
E chorando no meu canto...
Baixinho, pra ninguém se desesperar (mais)

Estava eu lá
Me dividindo em dois
Pra não tomar partido

Estava eu lá
Fazendo o que fosse necessário
Pra sarar os dois feridos

Pra consertar os estragos dos quais não participei
Eu sempre, sempre, sempre, sempre, sempre
Me dediquei

Eu sempre me dediquei!

Agora que eu perdi a utilidade
Que atingi o prazo de validade
Que ando atrapalhando tanto
Incomodando tanto
Devo dizer adeus?

Eu devo dizer adeus!

Eu nunca te contei como morrem as amizades?
Acho que na verdade eu nunca quis
Que você soubesse assim tão bem

Pedrosill

Foto: Gilson Vilela - www.gilsonvilela.com

Troca

8/24/2012

Desculpe!
É que meu pensamento,
É tudo que tenho pra te oferecer!

Um pedaço de mim
Pra você pegar
Ler e pensar
Repassar ou guardar
E quem sabe, esquecer.

Experimente e verá
Que não é tão difícil me compreender!

Pedrosill

Transcenda

8/22/2012
Transcenda-me se for capaz!

Pedrosill

Ausência Minha?

8/20/2012

Ausência tem função...
A minha tem razão!

E no fundo
Vai ser melhor eu não estar...
Pra quê ficar?
Se é como se eu nunca não!

Partir..
Pra mim é solução!

Ausência minha??
Acho que não!

Pedrosill

Introdução

8/18/2012

Eu entrei na fila
Esperei minha vez
Quando chegou, assinei
Peguei a vida
E vim embora

Já tava mais do que na hora
Da minha história começar

Pedrosill

Não Desista de Mim

8/17/2012

Observe a praia
Aprenda com o mar
Se acostume a me ver sair e chegar

Espere na areia
A onda retornar
Se acostume a me ver partir e voltar

Me aceite assim
Eu não vou mudar
Me aceite assim
Que assim eu vou te amar

Me aceite assim
Mesmo se eu demorar
Me aceite
Assim eu vou te amar

Não desista de mim...
Não desista de mim...

Pedrosill

Decidi

8/14/2012

Decidi!
Vou andar por aí...
Encontrar novas perguntas...
Procurar novas respostas...
Porque pra mim o que importa,
É a vontade de nunca parar!

E você?
O que fará?

Pedrosill

Quem Tem Sangue, Que Se Cuide!

8/06/2012
Olá Amigos, Inimigos, Colegas, Desconhecidos, Amores, Desamores, Seguidores e Perseguidores! = OLÁ MUNDO!

Depois de muita espera, chegou a hora de finalmente conferir "QUEM TEM SANGUE, QUE SE CUIDE!" - Poema de Pedrosill e Ensaio Fotográfico de Gilson Vilela, inspirados no trabalho apresentado pela Quadrilha Junina Luar do Sertão nesse ano de 2012.

(Depois, deixem os comentários de vocês no fim do post, ok?)

PRIMEIRAMENTE GOSTARIA DE DEIXAR CLARO QUE ESTE POEMA, BEM COMO ESTE ENSAIO FOTOGRÁFICO NÃO DESEJA FAZER NENHUMA APOLOGIA À VIOLÊNCIA. ELE É APENAS UMA MANIFESTAÇÃO ARTÍSTICA, COM O OBJETIVO DE PROVOCAR UMA REFLEXÃO A RESPEITO DA CAPACIDADE DE PERDÃO DO SER HUMANO, OU AINDA, SOBRE OS SENTIMENTOS E COMPORTAMENTOS DECORRENTES DA NOSSA INTOLERÂNCIA EM CONVIVER COM AS DIFERENÇAS.

DICA: AO CHEGAR NO ENSAIO, CLIQUE EM CIMA DA FOTO PARA AMPLIÁ-LA!

Quem tem sangue, que se cuide!
Por que eu morreria de amores,
Por quem jamais morreria por mim?
Hoje eu sou assim!
E não é por questão de vaidade...
É que na minha idade,
Não da mais pra brincar ou tão menos fingir

Antes eu fui refém
Defendi, feri minhas costas
O que você fez em resposta?
O que custava lutar também?

Eu voltei pra mostrar
Que é melhor me amar
Do que se arrepender
Eu voltei pra te ver
E eu vou me vingar
Obter meu prazer

É que acho bonito
Ver sangue escorrer,
Parente chorar
E polícia suar
Pra tentar me prender!

Não me chore ouro que não me interessa, amor!
Eu gosto mesmo é das lágrimas implorando perdão!

Estou tomada pela crueldade
Das paixões de vida ou morte!
Estou tomada pela morte!
De um amor que não me fez bem!

Por quantos santos, você vai clamar
Até chamar meu nome?
Tá tremendo é de fome?
Ou não sabe rezar direito?

Não tenho preconceito
Em ver sua alma torta
Ande, aceite minha proposta
Pra entrar no inferno,
Você quer um dinheiro?

Eu voltei pra mostrar
Que é melhor me amar
Do que se arrepender
Eu voltei pra te ver
E eu vou me vingar
Obter meu prazer

É que acho bonito
Ver sangue escorrer,
Parente chorar
E polícia suar
Pra tentar me prender!

Pra você acendo o meu cigarro, amor!
Pois não é qualquer defunto, que merece minha vela não!

É aqui, e assim
Que a nossa história enfim se acaba
Mulher se não morre de amores,
Mata!

Eu bem que te avisei!

Pedrosill

























BÔNUS: OS BASTIDORES DO ENSAIO!






Poema: "Quem Tem Sangue, Que Se Cuide!"
Fotos: Gilson Vilela
Modelo: Izabelle Castro e Rogger Carvallho
Concepção e Direção: Pedrosill e Gilson Vilela
Apoio: Carlos Antônio - Meu pai :D
Agradecimentos especial à Luar do Sertão pela inspiração!


Agora eu gostaria de explicar algumas coisas.

Como eu já disse um post anterior (É ASSIM QUE EU FUNCIONO!), eu encontro inspiração em coisas muitos distintas. Em 2008, descobri o universo das quadrilhas juninas estilizadas de Alagoas e de lá até aqui, sempre acompanhei essa produção (seja como amigo, expectador, dançarino, diretor artístico, poeta, etc..).

Em 2010, por exemplo, a Quadrilha Rosa dos Ventos Alagoana inspirou o poema "A Meu Ver", que fala do orgulho do artesão diante da sua obra. Esse poema também ganhou um ensaio fotográfico de Gilson Vilela em 2011, onde a queridíssima Emanuelle Souza nos emprestou sua boneca de barro para dar vida às imagens (VEJA O ENSAIO DE "A MEU VER"AQUI). Quero agradecer à Mana, e toda Rosa pela inspiração!

Ao assistir os grupos em 2012, vi que a Quadrilha Junina Luar do Sertão trouxe um trabalho que apesar de ser sido muito criticado, tinha me chamado bastante a atenção: Afinal, nunca tinha visto a VIOLÊNCIA ser tratada de forma tão interessante nos arraiás! Toda essa crueldade dos cangaceiros da Luar do Sertão, acabou por me inspirar a escrever uns versos sobre uma mulher vingativa, sangue frio e extremamente violenta. E é esse resultado que trago para vocês conferirem.

Com a ajuda do meu grande parceiro cultural, Gilson Vilela, produzi o ensaio que pudesse ilustrar esses versos e só havia uma única pessoa que pudesse me ajudar com isso: a INCRÍVEL Izabelle Castro. Em dezembro de 2011, ela deu vida ao ensaio "À Espera da Noite" que mostrava uma socialite se jogando no lado sujo da noite, sem o medo das consequências com sua imagem. Quero em especial, agradecê-la por topar mais uma de minhas loucuras neste cenário cultural.

Aproveitando o ensejo, agradeço também Rogger Carvalho, que super de boa, aceitou o convite de juntar-se a nós. Uma estréia maravilhosa diante das câmeras! Obrigado Rogger! Você foi incrível :D

Diante mão, imagino que ganharei o prêmio de "ódio eterno" de muitos integrantes de grupos rivais por eu ter escolhido fazer este poema e ensaio inspirado na Luar. Mas para estes quero dizer que MINHA ARTE NÃO TEM LIMITES  e que é importante que todos aprendam a reconhecer o trabalho um do outro como FORMA LIVRE DE EXPRESSÃO, mesmo não apreciando! CULTURA É ISSO! É mais do que competições e títulos, é mais do que eu e de que você!

Pedrosill

Fui no Mar

7/30/2012
A vida...
Que o valor que eu dei pra minha
Deveria ter sido maior do que eu dei pra sua!
Foi o que me disse a lua,
Quando me acordou do pesadelo

Ali, louco eu, em desejo
Procurava por fim na loucura
Pronto em minha secreta aventura
Pra tirar o sabor desse azedo
Que pra meu desespero, ainda perdura

Eu não sei do que mais tive medo...
Afogar?
Desistir?
Insistir?
Mergulhar?

Era um mundo invertido?
Eu que não soube olhar?
Por que não é brinquedo?
Eu queria boiar...

Ahhhh... Como eu queria boiar...
Diante de tudo aquilo!

Do meu peito lutando
Meu medo aumentando
E o corpo morrendo
Sedento por chance
Pedindo revanche
Gritando ao relento

E de nada eu mais lembro!

Só me vi debruçado na areia
Esperando outra onda beijar o meu corpo coberto de arrependimento
Eu queria o desprendimento
Como fui me aprisionar?

Se a loucura boiasse,
Eu certamente, meu irmão, não estaria aqui pra contar
Que eu fui, no mar...
...do amor!

Pedrosill

Santo

7/27/2012
Em todo canto há um santo pra adorar!
E há sempre um canto para saudar o seu encanto!
Há um recanto reservado pra velar...

Em todo canto há um santo pra rezar!
E o quebranto sumirá sem muito espanto
E qualquer pranto, pouco ou tanto há de secar
Frente à beleza de um santo ao curar!

Pedrosill

O Tempo

7/24/2012
Eu era o seu experimento
Você que nunca percebeu
Um belo exemplo de tempo
Daqueles que você perdeu

Eu sou concreto, não sou vento
Você que nunca entendeu
Cada segundo é sentimento
Quem valoriza, venceu

Pois sou composto de momentos
Pena de quem nunca viveu
E como sou renascimento,
Quem passa assim por mim, morreu!

E só pra seu conhecimento
Tempo não volta, nem eu

Se todo mundo tem um tempo
Eu hoje sei, não sou o seu

Pedrosill

Queima

7/23/2012
Assim como os fogos de artifícios,
a paixão é um lindo espetáculo
Pra quem não se acaba entre as chamas!

Pedrosill

Ao Alcance das Mãos

7/17/2012
Palavras que morrem na praia não amam sereias
Sementes se caem no asfalto não brotam paixão
Nem sempre erguemos castelos de areia
Mas a tentativa...
Essa sempre estará ao alcance das mãos!

Pedrosill

Sem Vírgulas Nem Ponto

7/13/2012
Achei um erro em minha obra
Quando te encontrei
Achei a obra
Quando me encontrei
Em minha hora
Sem vírgulas nem ponto
Sem paradas e nem ponto final
Afinal
Achei um erro

Pedrosill

Definição

7/05/2012
Minha poesia é entidade coletiva sem morada
Uma estrofe que mendiga numa casa abandonada
Um verso solto que transita sem qualquer preocupação!

Uma arma destemida
Numa guerra isolada
Onde tudo é munição

É loucura divulgada
Numa mídia censurada
Realidade e Ilusão

É bobagem convertida
Em resposta improvisada
À perguntas desalmadas
Quanto a minha definição

Pedrosill

Pílula de Curar Desilusão

7/03/2012
Até onde eu sabia estava tudo indo bem
Que até comprou anel pra presentear seu neném
Até onde eu sabia estava tudo indo bem
Que até lua de mel tava organizada também

Até que seu par
Quis se mandar com outro alguém
Você sem acreditar
Decide me ligar
Pra se vingar também

Pílula de curar desilusão
Eu nunca fui...
Até então!

Pílula de camuflar solidão
Eu nunca fui...
Até você me dar a mão
E querer me beijar
Outro lugar, outro colchão
Pra tentar esquecer
Quem fez sofrer seu coração

Pílula de curar desilusão
Eu nunca fui...
Até então!

Pílula de curar desilusão
Eu nunca fui...
Até então!
Até que esse seu par
Quis outro par
Outra visão
E deixou de querer
Seu bem querer
Sua paixão

Até onde eu sabia estava tudo indo bem
Até onde eu sabia estava tudo indo muito bem

Minha pílula vai curar seu coração
Basta só você se entregar em minhas mãos
Não precisa jurar amor pra mim paixão
Minha pílula vai curar
Basta só você se entregar

Minha pílula vai curar seu coração
Uma hora ela vai desviar sua atenção
Não precisa jurar amor pra mim paixão
Basta só você se entregar
Minha pílula vai te curar

Pedrosill

Desisto

6/30/2012
Vamos fechar a conta,
Entregar os pontos
E dormir à espera de paz
Por que eu não aguento mais...
Eu não aguento mais...

Vamos drenar o choro
Se conformar de novo
Tentar esquecer, dizer que tanto faz
Por que eu não aguento mais...
Eu não aguento mais...

Eu desisto
De jogar o jogo
De lutar de novo
Correr o risco
De sangrar meu rosto
Amargar o gosto
Eu desisto

Eu insisto
Que não existo mais pra isso

Eu desisto

Pedrosill

Sou

6/26/2012
Beleza não me põe mesa
Riqueza não me convém
Sou escravo da franqueza
Nem por isso não sou ninguém

Não ligo pra julgamento
Por isso não julgo também
Tô pronto pra sepultamento
Mas enquanto estou vivo: Amém!

Eu vou seguir sempre em busca de fazer o bem
Sem me negar, sem pensar,
Mesmo sem um vintém

Não vou fugir, nem mentir
Nada além me detém
Vou me esforçar pra ajudar
Quem precisa de alguém?

Aqui estou eu
E minha mão
Pra te afastar
Da solidão

Aqui estou eu
Pra te amar
Meu coração
Vai te escutar

Aqui estou eu
E meu amor
Pra te curar
De toda dor

Aqui estou eu
E o meu sinal
Pra te mostrar quem eu sou
E ponto final

Pedrosill

Pedrosill ---------------- Foto: Gilson Vilela

Foto: Gilson Vilela

Olhos Gringos

6/24/2012
Seus olhos falaram inglês
Eu não soube interpretar
O que eles queriam dizer,
Quando não paravam de me olhar?

Seus olhos falaram francês
Eu nem soube traduzir
Eles me queriam pra ser?
Ou apenas queriam seduzir?

Por isso me ajuda
Porque eu preciso entender
Pra melhor tentar
Ou parar de pensar em você

Por isso me ajuda
Eu quero evitar confusão
Tô perdido na rua
E quero orientar meu coração

Seus olhos falavam...
Sei não!

Pedrosill

Foi Num Foi?

6/18/2012
- Foi Num Foi?
- Não Foi!

- Foi!
- Não Foi!

- Foi!
- Não Foi!

E Foi????


E foi embora!
JÁ!
A.G.O.R.A!

Pedrosill

Sabor do Sagrado

6/14/2012
No mundo que te afundo
Te afogo com afagos...
O meu pouco é muito estrago
Quem me toca, não consegue mais largar!

Eu tô falando
Não pra você temer...
Mas pra você se preparar!

É que meu beijo tem o sabor do sagrado!
E quem invoca o desejo,
Também acorda o pecado
E eu só descansarei quando você se apaixonar!

Pedrosill

Canção do Adeus

6/13/2012
Deixe guardado no breu, o que jamais será!
Traga no bolso o que é meu, mas sem amassar!
E viva confiante
Como eu...
Até quando acabar!

Leve contigo o poema que de mim nasceu
Deixe plantado um sorriso pelo que viveu
E siga adiante
Como eu...
Onde que eu vou parar?

Essa é a canção do Adeus
Essa é a canção do Adeus
Essa é a canção que Deus me deu pra cantar
E andar

Essa é a canção do Adeus
Essa é a canção do Adeus
Essa é a canção que Deus me deu pra andar
E cantar por aí...

Isso não quer dizer que eu não te ame meu bem
Isso não quer dizer que eu não me importe meu bem
Isso não quer dizer que eu não te adore meu bem
Isso não quer dizer que eu te ignore meu bem

Mas essa é a canção do Adeus
Essa é a canção, Adeus!
É a canção que Deus me deu
Vou cantar!

E andar...

Adeus!! Adeus!!

Ah Deus...

Pedrosill

As Coisas Que Piso...

6/08/2012
As coisas que piso...
São coisas?
São lixo?

Ou são só retratos
nos quais meu calçado
enfrenta o perigo?

Pedrosill























Fotos: Pedrosill