Por Trás da Fumaça

10/31/2011

Por trás dessa fumaça
Há um pequeno, franzino, perdido
Viciado em esconder o jogo
Dependente de ser sozinho

Por trás dessa fumaça
Há um medo de não ser ninguém
Um poder comprado por maço
Um desejo de ser outro alguém
Que não é

E não é
Como se pensou
Não será
Como se pensou
Como é que ele não pensou?
Como é que ele...
Não pensou!

Por trás dessa fumaça
Uma vida jogada na lama
Seus amigos, parentes com medo
Seu futuro em cima de uma cama

Por trás dessa fumaça
Um problema hoje tão comum
Uma fuga, uma busca num trago
Um estragado sem motivo algum

Sem nenhum valor

Alguém falou... falou... falou...
Mas ele não ouviu
E ali, por trás da fumaça
Ele disfarça
Chega a pensar que é varonil

Pedrosill

0 comentários