No Bar

5/27/2011
É um copo
Um canto e uma cantada
E a presa encurralada caindo no encanto
Entre a dose e ressaca

É um trago
Um espaço e um avanço
A presa sonhando no abraço
Ali, entre o toque e o amasso.

E a mãe em casa esperando
Rezando pra não acontecer nada
Acordada pra ver a chegada
De quem ela pensa ainda ser anjo

Pedrosill

Cabides Desocupados

5/08/2011
Do que não gosto
Devolvo à prateleira
Quando não me cabe mais
Destino à doação
Jogo no lixo
Se então vejo que não presta
Fico somente se concedo aprovação

Eu visto a moda
Vista como antiquaria
E os meus conceitos
São de outra estação
Mas não me preocupo
Em ser chamado de cafona
O importante é vestir bem meu coração

Meu guarda-roupa é de solteiro
Com espaço reservado
Cabides desocupados
Esperando a aquisição

Meu guarda-roupa de solteiro
Tá esperando por você!

Pedrosill

Antecipando Invernos

5/03/2011
Eu vou perder a hora!
(Já vai amanhecer!)
Fico lembrando casos,
Me apegando à trapos,
Do que não vai retroceder...

Eu vou perder meu tempo!
(Eu posso pressentir!)
Imaginando verbos,
Antecipando invernos,
Como se eu pudesse impedir....

Não que eu condene relações...
Não que eu me prenda à previsões...
Não que eu me abstenha de emoções...

Eu preciso parar,
Pra ver se o sinal vai abrir!
Eu prefiro aguardar,
Pra ver se posso seguir!
Eu prefiro sonhar
Pra não deixar de acreditar
Mas preciso parar
Pra ver se consigo sentir

Não que eu espere aprovação...
Não que eu me esconda num porão...
Não que eu me condene à solidão...

É só questão de precaução!

Pedrosill