Até a Pé!

6/30/2010
A todos aqueles que foram ao chão:
Mais uma oração!
Mais uma força, uma mão!

A todos aqueles que mantiveram fé
A todos que anseiam ficar de pé
Pra ajudar eu vou até...

Até!
Se precisar eu vou
Até a pé!
Se precisar, eu vou até...
A pé..
Se precisar eu vou até a pé!

Como uma missão
Estendo a mão
A todos aqueles que foram ao chão!

Pedrosill

A Meu Ver

6/24/2010
Fiz você
Como o artesão faz com seu barro
Como tudo que é mais sagrado
Como havia de ser...
A meu ver

Fiz você
Como o ditador decide um caso
Como romântico apaixonado
Como havia de ser...
A meu ver

Por mais que negue
Ou renegue o DNA
Por mais que fuja
Nada muda, nada mudará

Fiz você
Como pássaro que monta o ninho
Como quem explora um caminho
Como havia de ser...
A meu ver

Por mais que esqueça
Ou remeta outra explicação
Por mais que drible
Ou antecipe outra encarnação

Nada é em vão!
Nada senão fosse por você!

Pedrosill

Medo de Mim (Part II)

6/21/2010
A fuga
Muda

A mudança
Me ajuda

E penso só
em mim!

Se penso na mudança muda
Mudo o que penso de mim

E a fuga ajuda
A alimentar o medo
Que eu tenho de mim

Eu tenho mais medo de mim...
Do que mais tenho medo?
Eu tenho medo de mim...

Pedrosill

Leia "Medo de Mim" parte I;

Permita Enfim

6/14/2010
Permita-me:
Pegar sua mão;
Há tanto que eu quero te mostrar...
Sei que na vida nada é em vão!
Que houve motivo pra gente se encontrar!

Permita-se:
Dar-me sua mão;
Pois temos várias coisas em comum...
Vejo você na cena que já atuei:
Amei, sofri, superei!

Como espada em punho, tudo tem dois lados:
Posso te ferir ou te proteger...
Mas já vivi rascunhos, hoje aprimorado:
Pronto pra servir, pra te satisfazer!

Assim como balança, dividindo os pesos:
Posso incluir, posso aliviar!
Já fui imprudente, hoje consciente
De como devo agir, de quanto posso amar!

Permita-me...
Permita-se...
Permita enfim!

Pedrosill

Coração de Violão

6/09/2010
Ele possui tudo que preciso:
Além do ritmo,
O charme
E o tom

Proporciono um encontro
Me dedico
Sem nem saber dedilhar,
Sem o dom

Eu vou descobrindo motivos...
Movido ao som

Ouvir seu canto
No meu pé do ouvido
É quase um vício
Que chamo de amor

Se me debruço em seu corpo
Não duvido
De quanto o toque
Me inflama um sabor

Eu vou perdendo os sentidos
Sentindo o som

Me faz
Instrumento de vossa paz
Me traz
Instrumento do nosso som

Atrai
Harmonia
Num solo
Faz
A perfeita contemplação
Em canção
Pois bate em mim
Um coração de violão

Pedrosill

Controlar Pra Que?

6/04/2010
Você:
Vem aqui!
Agora!
Vai embora!

Você:
Vai embora!
Agora!
Vem Aqui!

Você quis controlar
O tempo
Que eu não tenho
Pra você
Controlar pra quê?

Você:
Não demora!
Esperei em vão!
Você não espera!
Agora já era!

Você quis controlar
O tempo
Que eu não tenho
Pra você
Controlar pra quê?

Você conta as horas
E o tempo vai embora
Enquanto você perde a noção do agora

Você conta as horas
E o tempo vai embora
Enquanto você perde a noção...
E agora???
Controlar pra quê?
Se já se foi embora!

Pedrosill