Busque um poema

25 maio 2010

AntiCorpos

Meu coração
Aprendeu a criar anticorpos
Prevenindo desastres, destroços
A beira de uma infecção
(E com razão!)

A emoção
Hoje fica do lado de fora
Medida preventiva
Contra a vida ilusória
Eu prefiro seguir a razão

Meu pensamento
Isolou-se em um convento
Hoje nada pode distrair
Sem pecados e arrependimentos
Sem previsão de querer sair
(Melhor Assim...)

Meu coração
Aprendeu a criar anticorpos
E me sinto seguro
E não faço esforços
Fico isento da desilusão

Pedrosill
Compartilhe esse poema: