É Mar

2/24/2010

Amar é mar...
É onda que vai e volta!
Todos que sonham precisam acordar
Vitória e Derrota

Amar é mar...
Ora é raso, ora é fundo
O que começa precisa acabar
Respiro e mergulho

É bom saborear
A vista do horizonte
Há quem pode me avistar
De longe a sinalizar

É também temer
Naufrágio em tempestade
Há quem forje sinceridade
Há quem possa me abandonar

Amar é amar
É onda que vai e volta!
E um salva-vidas pra recuperar
O fôlego quando se esgota

Amar é mar...
Ora é raso, ora é fundo
Tudo que faço é caminhar
Na praia pra não me afogar

No mar...
O amor vai sem nem avisar...

No mar...
De repente quebra na praia
O refluxo arma uma tocaia
E a onda vem pra te levar
No mar...

Pedrosill

3 comentários

  1. Mais uma vez, o amigo Pedro esta de parabéns pela sencibilidade de nos trazer em poesa a gradeza do amor e a profundidade do mar. Que nos remete aos ciclos das marés que como o vai e vem de suas ondas, num encanto infindável é até capaz de afogar, ou como seu indo e findo sempre se renovar.
    Parabéns amigo!!!

    ResponderExcluir
  2. Nossa Pedro !! que profundo, lindo poema!!!!Parabéns pelo seu trabalho maravilhoso.

    ResponderExcluir