O que é SENTE...MENTAL?

12/21/2010
"Um Verso SENTE...MENTAL"...
Esse foi nome escolhido para livro.
Ando trabalhando bastante nele com muito carinho!
Porém há algo que não posso fazer sozinho, e peço a ajuda de todos vocês!

- (COMO ASSIM PEDROSILL?)

Calma que eu explico. É o seguinte:

Todos nós conhecemos a palavra "sentimental", não é mesmo?
Por estar presente em nosso cotidiano, sabemos bem o seu significado!

Mas e quanto a "SENTE...MENTAL"? O que esse novo termo significa pra você?

Crie uma definição para o termo "SENTE...MENTAL" e envie para pedrosill@gmail.com ou pedrosill17@hotmail.com

É fácil... basta completar a frase:

"SENTE...MENTAL" é...


As melhores definições serão inclusas no livro juntamente com o nome do autor!

A idéia é fazer desse espaço um dicionário, onde cada leitor possa escolher o sentido de "SENTE...MENTAL" que melhor casar com o momento atual da sua vida!

Prazo (Prorrogado) para envio: 28/01/2011
A lista com as melhores definições serão divulgadas no dia 01/fevereiro/2011.

VAMOS LÁ...PARTICIPE!!!
Grande abraço a todos!!

Quando For a Hora

12/10/2010
Quando for a hora
Ela vai saber
Quando for a hora
Ele vai contar

Revelar segredos
E o medo vai passar

Tudo vai ficar
No melhor lugar

Quando for a hora
Ele vai sentir
Quando for a hora
Ela abraçará

E essa dor de agora
Logo logo vai findar
E ele vai, na hora
Levemente respirar

Tudo vai passar
Tudo vai ficar
No melhor lugar

Não vá duvidar
Deus o ouvirá

Pedrosill

Lamparina Divina: Ensaio Fotográfico

12/06/2010
Fotos: Gilson Vilela - www.gilsonvilela.com
Poema "Lamparina Divina": Pedrosill
Registro de Cenas de "Negrinha", monólogo criado por Sara Antunes dirigido por Luiz Fernando Marques e com arte e figurino Renato Bolelli Rebouças.








Link para o poema:
Lamparina Divina

Guerrilheiro Humanitário

11/29/2010
Meu coração tem sido um guerreiro solitário
Um ferido abandonado
Um pedaço esquecido
Procurando por cuidado
Aspirante por carinho

Acolhendo a quem precisa
Acalmando quem suplica
Entregando a própria vida

Meu coração tem sido um guerreiro solitário
Devotado, destemido
Guerrilheiro humanitário
Um amante voluntário

Pedrosill

Caminhar

10/28/2010
Todo rancor que você guardar,
Transforma-se em dor...
Que não vai passar...
Até você perd O ar!
.................P erdoar...
.........Perdo  A r...
.................!...Perdoar........

As escolhas são individuais!
Não cabe entender!
Só basta... aceitar!
...aceitar... aceitar.......

O tapa também fere a quem pertence a mão;
O carro também sofre com a colisão;
Encare não olhar só pro seu coração
Você deve abraçar!

A sentença pode ser diferente, e melhor
Se de repente o pior se relevar
E caminhar!

Pedrosill

Fim de Festa

10/17/2010
Como antes revelado
Entre os dois, me restaria um
Pra ser bom amigo
Acolher meu peito
Frente toda escuridão

Vim de olhos bem fechados
Crente não haver problema algum
E hoje o que vejo
Tudo que não presta
Tá ficando pelo chão

Hoje o que vejo
Chegou fim de festa
Fica só recordação

Renovação é minha farra de agora
Chegou minha hora
O meu despertar

Pedrosill

Ensaio Fotográfico: A Noiva

10/10/2010

E é incrível o que pensa
Do amor no matrimônio
Ao valor do patrimônio
Ela vai


















Enquanto isso, um pouco de senso de humor nos bastidores...

Fotos: Gilson Vilela;
Modelo: Myra Sarmento;
Maquiagem: Carlos Eduardo;
Concepção e Direção do Ensaio: Pedrosill e Gilson Vilela;

Distração

10/06/2010
Na medida certa:
A pessoa errada!
Uma cochilada,
E a paixão te leva!

Na distancia exata
Ninguém se apega
Uma vacilada,
E lá se foi a festa!

Na distração
Lá vem a rasteira
Na distração a brincadeira acaba!

Na distração
Você veio de longe...
Você veio de onde?
Que eu não vi!

Pedrosill

A Noiva

9/22/2010
Como a Noiva no altar...
Fica em pé
Quem quer casar
Ornamentar um lar...

Como a Noiva em seu véu...
Fica em pé
Quem quer o céu
Na fé que tudo vai mudar...

Se antes oca a procurar...
Agora complementa
Se sustenta sendo a dois

E é incrível o que pensa
Do amor no matrimônio
Ao valor do patrimônio
Ela vai

Sem querer voltar a circular singular
Pronta pra tudo
E disposta a amar
Sempre...
Como sempre sonhou!

Pedrosill

Experimen-Tu!

8/11/2010
Por um sabor que me excita a boca
O caimento de uma nova roupa
Um sentimento, quando a vontade é louca
Experimen-Tu!

Um movimento
Alimento
Acariciamento

Você me encontra
Um moço solto
E vou de alma e corpo
Provar o momento!

Se aguça, meu instinto fuça
A busca é sempre por divertimento
O desimpedimento me ajuda
E quando o pulso pulsa:
Experimen-Tu!

O Descobrimento
Suculento
Mútuo acalento

Você me olhando
Um corpo solto
E eu aqui... Te comendo!
Sem ter feito planos
Experimen-Tu!

Pedrosill

Da Borda...

8/02/2010
Da borda da piscina o menino se joga
Sem medo..., como se soubesse nadar
A calmaria da límpida água
Disfarça o quão fundo isso pode chegar

Da borda da piscina o menino não pensa
Em quais os perigos que pode correr
Se arrisca do alto pra ser refrescado
E na água, um salto mal dado até pode doer

Mas deixa o menino brincar
Deixa ele se entreter
Deixa o menino assim se apaixonar

E se o domingo instantâneo acabar
Pode ser que não venha a sofrer
Se antes disso ele se afogar
Há quem vá socorrer!

Pedrosill

Sobre Trilhos e Trilhas

7/06/2010
A demarcação
O já percorrido até então
A limitação

A comodidade
Fechar os olhos pro que é novidade
Esterilidade

Eu fui sempre aos mesmos destinos
Seguindo seus trilhos

A libertação
O desconhecido à minha mão
A exploração

As diversidades
As várias rotas afora da cidade
As possibilidades

Descubro outras novas saídas
Entrando nas trilhas

Eu vejo excitação na surpresa
A vitória é maior, quando não é a mesma!
Eu não sou o mesmo
Graças ao desejo de desbravar
Estar vivo é desbravar

Pedrosill

Até a Pé!

6/30/2010
A todos aqueles que foram ao chão:
Mais uma oração!
Mais uma força, uma mão!

A todos aqueles que mantiveram fé
A todos que anseiam ficar de pé
Pra ajudar eu vou até...

Até!
Se precisar eu vou
Até a pé!
Se precisar, eu vou até...
A pé..
Se precisar eu vou até a pé!

Como uma missão
Estendo a mão
A todos aqueles que foram ao chão!

Pedrosill

A Meu Ver

6/24/2010
Fiz você
Como o artesão faz com seu barro
Como tudo que é mais sagrado
Como havia de ser...
A meu ver

Fiz você
Como o ditador decide um caso
Como romântico apaixonado
Como havia de ser...
A meu ver

Por mais que negue
Ou renegue o DNA
Por mais que fuja
Nada muda, nada mudará

Fiz você
Como pássaro que monta o ninho
Como quem explora um caminho
Como havia de ser...
A meu ver

Por mais que esqueça
Ou remeta outra explicação
Por mais que drible
Ou antecipe outra encarnação

Nada é em vão!
Nada senão fosse por você!

Pedrosill

Medo de Mim (Part II)

6/21/2010
A fuga
Muda

A mudança
Me ajuda

E penso só
em mim!

Se penso na mudança muda
Mudo o que penso de mim

E a fuga ajuda
A alimentar o medo
Que eu tenho de mim

Eu tenho mais medo de mim...
Do que mais tenho medo?
Eu tenho medo de mim...

Pedrosill

Leia "Medo de Mim" parte I;

Permita Enfim

6/14/2010
Permita-me:
Pegar sua mão;
Há tanto que eu quero te mostrar...
Sei que na vida nada é em vão!
Que houve motivo pra gente se encontrar!

Permita-se:
Dar-me sua mão;
Pois temos várias coisas em comum...
Vejo você na cena que já atuei:
Amei, sofri, superei!

Como espada em punho, tudo tem dois lados:
Posso te ferir ou te proteger...
Mas já vivi rascunhos, hoje aprimorado:
Pronto pra servir, pra te satisfazer!

Assim como balança, dividindo os pesos:
Posso incluir, posso aliviar!
Já fui imprudente, hoje consciente
De como devo agir, de quanto posso amar!

Permita-me...
Permita-se...
Permita enfim!

Pedrosill

Coração de Violão

6/09/2010
Ele possui tudo que preciso:
Além do ritmo,
O charme
E o tom

Proporciono um encontro
Me dedico
Sem nem saber dedilhar,
Sem o dom

Eu vou descobrindo motivos...
Movido ao som

Ouvir seu canto
No meu pé do ouvido
É quase um vício
Que chamo de amor

Se me debruço em seu corpo
Não duvido
De quanto o toque
Me inflama um sabor

Eu vou perdendo os sentidos
Sentindo o som

Me faz
Instrumento de vossa paz
Me traz
Instrumento do nosso som

Atrai
Harmonia
Num solo
Faz
A perfeita contemplação
Em canção
Pois bate em mim
Um coração de violão

Pedrosill

Controlar Pra Que?

6/04/2010
Você:
Vem aqui!
Agora!
Vai embora!

Você:
Vai embora!
Agora!
Vem Aqui!

Você quis controlar
O tempo
Que eu não tenho
Pra você
Controlar pra quê?

Você:
Não demora!
Esperei em vão!
Você não espera!
Agora já era!

Você quis controlar
O tempo
Que eu não tenho
Pra você
Controlar pra quê?

Você conta as horas
E o tempo vai embora
Enquanto você perde a noção do agora

Você conta as horas
E o tempo vai embora
Enquanto você perde a noção...
E agora???
Controlar pra quê?
Se já se foi embora!

Pedrosill

Ruas Paralelas

5/31/2010
Ele na loucura dela
Ela é a loucura dele
Duas ruas paralelas
Duas frutas verdes
Um dia vão amadurecer!

Um dia...
Quem sabe um dia...
Um dia eles vão aprender!
Um dia...
Quem sabe um dia...
Eles vão se compreender!

Mesmo que ela ainda peça
Ele não acerta o encaixe
Mesmo que ele enfim encare
Ela abre a brecha
Pra ele se arrepender

Mesmo que ele por si mude
Não será suficiente
Mesmo que ela ainda ajude
Ele inconsciente
Vai colocar tudo a perder

Ele é a loucura dela
Ela na loucura dele
Duas ruas paralelas
Duas frutas verdes
Um dia vão amadurecer!

Um dia...
Quem sabe um dia...
Um dia eles vão aprender!
Um dia...
Quem sabe um dia...
Eles vão se compreender!

Pedrosill

Medo de Mim

5/28/2010
O medo
Afasta

A farsa
Se arrasta

E você
Cala!

Se você cala...
A farsa afasta
Você de mim!

Se você se afasta...
Alimenta o medo
Que você tem de mim!

Você tem medo de mim?
Do que você tem medo?
Você tem medo de mim...

Pedrosill

AntiCorpos

5/25/2010
Meu coração
Aprendeu a criar anticorpos
Prevenindo desastres, destroços
A beira de uma infecção
(E com razão!)

A emoção
Hoje fica do lado de fora
Medida preventiva
Contra a vida ilusória
Eu prefiro seguir a razão

Meu pensamento
Isolou-se em um convento
Hoje nada pode distrair
Sem pecados e arrependimentos
Sem previsão de querer sair
(Melhor Assim...)

Meu coração
Aprendeu a criar anticorpos
E me sinto seguro
E não faço esforços
Fico isento da desilusão

Pedrosill

Naturalidade

5/24/2010
Apesar dos fatos
E acontecimentos
Apesar dos lapsos
E aborrecimentos

Tudo vai ficar
No seu devido lugar

Apesar da noite
E toda estripulia
Apesar do novo
Inusitada companhia
Apesar de tudo
Ao mesmo tempo, mesmo dia

Tudo vai ficar
No seu devido lugar

Se não fugir
Por entre os becos da cidade
Se não fingir
Achar que foi insanidade
Se optar
Agir com naturalidade

O que aconteceu!?
Não vai mudar!
Não vá mudar!
Não se vá!

Pedrosill

Envelhecer

5/19/2010
Envelhecer não é parar
Envelhecer é caminhar
Envelhecer é enxergar
Que amanhã há outra vida
Com mais vida, que a vida passada

Envelhecer não é morrer
Envelhecer é aprender
Envelhecer é compreender
Que tudo tem uma saída
E que no fim tudo tem a sua graça

Envelhecer não é sumir
Envelhecer é progredir
Envelhecer é assumir
Cada vitória e derrota
Pra saber contar sua história

Envelhecer não é terror
Envelhecer é ver sabor
Envelhecer é ter amor
A cada oportunidade
Sem falhar, e sim deixar saudades!

Envelhecer não é capuz
Envelhecer é dar a luz
Envelhecer é fazer jus
A uma jornada construída
Ser peão e diretor da própria vida.

Pedrosill

À Espera da Noite

5/12/2010
À espera da noite
Do agito que não sufoca
Do agito que me abre as portas
Pra que eu seja quem eu bem quiser

À espera da noite
O meu corpo revira, dá voltas
Uma reviravolta hormonal
A espera se faz surreal

(Eu estou)
À espera do surreal
À espera da porta
Essa espera me sufoca
E o meu corpo dá voltas

À espera da noite
Pra debruçar o pudor, na cama
Sem o pavor da lama
Que é onde deito na noite

À espera da noite
Pra tirar o meu paletó
Pra derrubar o suor
Em cima do seu...
Só por essa noite

À espera da noite
À espera do seu suor
À espera da lama
À espera da sua cama

À espera da noite
Pra esquecer o stress, fadiga
Pra viver outras alegrias
Sem pensar no raiar do dia

Pedrosill

Deixe STAR...

5/05/2010
Deixe STAR...
Do jeito que você deixou, já foi!
Do jeito que está pra mim também...
Deixo Star!

Deixe ser
Do jeito que você quiser, já é!
Do jeito que já é pra mim também...
Deixo Star!

A minha vontade
Não cabe na sua
Ficar nessa rua não vou!

A sua vaidade
Na minha não cabe
Prefiro deixar a cidade!

Deixe Star...
Aonde você quiser ir, não vou!
Onde você chegar não vou ficar!
Deixo Star!

Deixe ser
Do jeito que será, será melhor!
Melhor se agente nunca se esbarrar...
Deixe STAR...

Pedrosill

Star
Substantivo: 1. estrela; 5 ator, atriz.
(Michaelis Moderno Dicionário Inglês)

Quem Será?

5/03/2010
O próximo...
Próximo a mim
Não como sonhei
Chegará o fim da busca
Quando se revelar
Quando eu menos imaginar

Os outros
Ficando pra trás
Eu procuro a ti
Não sei onde estais
Só olho ao redor
Fico a imaginar

Quem será?
Quem será?
Quem será?

Coração de Sertão

4/28/2010
Coração de ser-tão
Rachado
Coração não alimentado
Na visão de quem tem um coração

Coração de ser-tão
Abandonado
Coração não priorizado
Na visão de quem não

Sertão
É ser-tão faminto
A seca varrendo na terra,
O fruto nunca brotará!

Sertão
É ser-tão sofrido
A marca expressa na face,
Quem luta pra não apanhar!

Sertão,
Ser-menos,
Ser-nada,
Ser tão nada...
Fica fácil ignorar

Sertão,
Ser-valente,
Ser-forte,
Ser tão forte...
Plantando na alma a semente
De um dia isso tudo mudar!

Sertão é ser tão...
É ser-tão previsível!
Nada além do que já tenham dito
É tudo que posso falar!

Pedrosill

Catado

4/22/2010
Catei nos dias...
O que fazer?
Catei nas ruas...
Por onde andar?
Catei na sua...
O que amar?
Catei por um tempo,
E cansei!

Fiquei de ver
Que horas passa o lixo lá fora
E deixar...
Na porta a minha sacola
Despachar você

Catei motivos pra festejar...
Catei amigos que nunca pensei!
Catei loucuras, pra variar...
Catei-me sem medo, e voei!

Fiquei pra ver
Que horas passa o bloco lá fora
Me jogar
Na louca festa do agora
Me catar sem demora

Pedrosill

(En) Com-tato

4/06/2010
Entre esses seus contatos,
Com quais você já saiu?
Quem mais nessa sua lábia
Facilmente se iludiu?
Quem tem quase mil amigos
Conhece pouco mais de cem!
Com cobiça muita gente
Ao mesmo tempo
Pode ficar sem ninguém!

E vai ficar...
Só por ficar!
E vai ficar...
Só por ficar!
E vai ficar só!

Não me diga que é passado...
Que não te pertence mais!
Observo já faz tempo
Sei o que você faz por trás!
Até parece que eu iria
Cegamente me entregar!
A experiência é minha amiga
Nunca vai me abandonar...
Mesmo se você disser que vai ficar

E vai ficar...
Só por ficar!
E vai ficar...
E vai ficar só!

Só quem não vê é você!
Que vai ter que aprender:
A se fidelizar

Só! Até mesmo por quê,
Nessa vida não tem como escapar!
Vai ter é que pagar
O preço por ser tão "social"!

Entre esses seus contatos
Com quem mais você brincou?
Entre esses seus contatos
Quem mais te desmascarou?

Pedrosill

Na Última Fila

3/26/2010
Estou na ultima fila
Sem pretensão de aparecer
Eu vim para última fila
Pra dar lugar a você

Estou na última fila
Pra ver você atuar
Eu vim para última fila
Mas não perdi o meu lugar

Tudo tem sua hora!
Se você quer agora...
É melhor se preparar!

Pois o brilho da aurora
Indica labuta, e não glória
Pra quem acaba de acordar

Estou na ultima fila
Esperando você acordar...
Estou na última fila
Guardando o seu lugar...

...O tempo vai passar...

Pedrosill

À Beira de Copacabana

3/18/2010
Enquanto a onda vinha...
Meu olhar despistava!
A brisa te escondia...
Num chope: uma cantada!

A cada brincadeira:
Intenções reveladas!
Seria uma noitada?
Ou pela vida inteira?
E se for???

Deixa ser o que tiver que ser!
Deixa vir...
O que tiver que vir virá!
Nada de deixar pra lá!
Nada de deixar passar:
Um momento tão surreal!

Se dentro do meu mundo
Sou eu que faço as regras:
Decido se me pegas...
Ou se te impeço, calo e não vou!

Mas se o seu sorriso
Me acerta feito flecha...
Eu já não acho brechas!
Não vejo como escapar!
Não há como não deixar rolar!

Deixa ser o que tiver que ser!
Deixa vir...
O que tiver que vir virá!
Nada de deixar pra lá!
Nada de deixar passar:
Um momento tão surreal!

À beira de Copacabana:
A perfeita fotografia!
A perfeita companhia!
A perfeita sintonia
Encontrei no Rio o meu mar!

Pedrosill

Filho de Deus

3/17/2010
Quando um filho de Deus
Faz as suas preces
Ele não duvida jamais
Do poder que ele tem por trás
Da sua fé

Quando tenta ficar de pé
Lutando pra suportar
Uma mão aparece de leve
Pra levantar

Quando um filho de Deus
Sente uma dor pesar
Ele lembra que o pai
É justo e sabe o que faz

Sempre recompensará
Cada esforço, puro coração
Reconhece a devoção
Irá premiar

Como prometeu
Ele cumprirá...
Como prometeu
A um filho de Deus

A lágrima desce a face
Fruto da mais funda emoção
A força que falta nasce
Quando toca o coração do pai

Como prometeu
Sempre acompanhar
Como prometeu
Sempre confortar
Como prometeu
Aos filhos seus
Como prometeu
A um filho de Deus

Pedrosill
(Ao medalhista de Prata OC/2010 de Alagoas: Flávio Santos - Parabéns!!!)

Me Goste!

3/03/2010
Me goste um pouco...
Me goste mais!
Me goste muito!
Me goste, vai!

Me goste hoje!
Me goste às vezes...
Não raramente!
Me goste sempre!

Me goste mesmo
De qualquer jeito!
A qualquer hora...
Me goste agora!

Pedrosill

Você Tem Que Me Experimentar

2/26/2010
Você tem que viver pra crer
Você tem que experimentar
Pra valorizar
Cada beijo meu
Esquematizar
Cada passo seu

Você tem que viver pra ver
Você tem que analisar
Cada porta aberta
A resposta certa
Cada descoberta
Vai te orientar

Você tem que sentir pra ter
A noção do que é passar
Pelo que passei
Saber o que eu sei
Nesse mundo é rei
Quem sabe calar

Você tem que saber calar
Você tem que saber falar
Com a voz da alma
Induzir a calma
Controlar a raiva
Pra me controlar

Você tem que se controlar...
Você tem que se orientar...
Você tem que me experimentar!
(É a solução!)

Pedrosill

É Mar

2/24/2010
Amar é mar...
É onda que vai e volta!
Todos que sonham precisam acordar
Vitória e Derrota

Amar é mar...
Ora é raso, ora é fundo
O que começa precisa acabar
Respiro e mergulho

É bom saborear
A vista do horizonte
Há quem pode me avistar
De longe a sinalizar

É também temer
Naufrágio em tempestade
Há quem forje sinceridade
Há quem possa me abandonar

Amar é amar
É onda que vai e volta!
E um salva-vidas pra recuperar
O fôlego quando se esgota

Amar é mar...
Ora é raso, ora é fundo
Tudo que faço é caminhar
Na praia pra não me afogar

No mar...
O amor vai sem nem avisar...

No mar...
De repente quebra na praia
O refluxo arma uma tocaia
E a onda vem pra te levar
No mar...

Pedrosill

Jeito de Chamar

2/22/2010
Se você quiser me dar:..
Amor
Se você quiser me dar:..
Paixão
Se você quiser me dar:..
Carinho
Se você quiser me dar:..
Tesão

Se você quiser me dar:..
Doçura
Se você quiser me dar:..
Meu bem
Se você quiser me dar:..
Bebê
Eu retribuo tudo pra você
Por que você é...

Meu!:
Jeito carinhoso de chamar
De pedir um pouco mais do seu
Jeito de amar e de me chamar de:
Seu
Jeito carinhoso de chamar
De pedir um pouco mais do meu amor
De me lembrar que sou eu...

Se você quiser fazer:..
Benzinho
Se você quiser fazer:..
Delícia
Se você quiser fazer:..
Denguinho
Eu danço tudo nessa sua pista
Por que você é...

Meu!:
Jeito carinhoso de chamar
De pedir um pouco mais do seu
Jeito de amar e de me chamar de:
Seu
Jeito carinhoso de chamar
De pedir um pouco mais do meu amor
De me lembrar que sou eu

Pedrosill

Eu Agüento Mais!

2/21/2010
Pode mandar!

O chumbo é grosso
Mas não vai me derrubar
O cano é longo
Mas não vai me intimidar
Por que eu agüento mais!

Pode fazer!

A lábia é boa
Mas não vai me convencer
O plano é sujo
Mas não vai me envolver
Por que eu agüento mais!

Mais do que os seus feitiços
Mas do que os seus caprichos
Mais do que você possa sequer imaginar
Mais do que eu mesmo pensei
Mas do que eu experimentei
Mais nada vai me derrubar

Pode mandar!

A face flácida não vai se machucar
O corpo é leve mais não vai nem balançar
Por que eu agüento mais!

Eu tinha medo da resposta certa
Eu tinha medo de deixar a porta aberta
Mas
Eu agüento
Mais
Nada vai me derrubar
Por que eu agüento
Mais

Pedrosill

Impasse

2/07/2010
A despedida é quista
Porém complicada
A pobre coitada não quer mais
Sofrer?
Pra que?

A reconquista é dura
Mas não impossível
Mesmo que difícil
Pode acontecer?!
Por quê?

Que passe
O impasse
Em passe
Deixe desaparecer

Na vista
Em vista
Invista
Deixe simplesmente acontecer!

Pedrosill

Brilhando

2/03/2010
Pode ser alarme em falso
E que eu venha a me arrepender
Pode ser só um momento
Pode desaparecer...

Pode até ser fingimento
Em pouco se desmascarar
Pode ser só pensamento
Pode desmoronar...

Mas enquanto vejo seus olhos brilhando
Feito estrela no azul do céu
Enquanto sinto o teu peito vibrando
Te reservo no meu filme um papel

Enquanto vejo seus olhos brilhando
Me passando uma boa sensação
Enquanto vejo seus olhos brilhando
Iluminando a noite do meu coração

Eu vou ficar
Só pra ver o que acontece
Eu vou seguir
Só pra ver se quando amanhecer
Os seus olhos ainda vão estar
Brilhando

Enquanto vejo seus olhos brilhando
Me passando uma boa sensação
Enquanto vejo seus olhos brilhando
De certeza eu vou ficar
De certeza eu vou estar te amando
De certeza eu vou ficar
Brilhando
Como a maior estrela
Da maior constelação
Brilhando...

Pedrosill

Cara Amarelo

1/29/2010
Vindo do Interior:
O sorriso no rosto
Do cara amarelo
De alma provida da calma
Que amaciava seu temor

Abriu-se pro mundo
Mostrou-se amante perdido
Menino maduro

Ir ao Exterior:
A vontade estampada
De cara: encarar outra vida!
Esquecer essa mágoa!
Certo que tudo vai mudar...

Me abriu o seu mundo
Contou os dilemas
Antes obscuros
Passei a lhe enxergar
Melhor!

E Já não há
Razão pra evitar ou ignorar
Passei a conviver
Passei a escutar

E Já não há
Razão pra te esquecer, se conformar
Passei a conviver
Passei a admirar você

E seu ainda assim
Você ainda vai...
Saiba que estou
Aqui pro que não findou!

E seu ainda assim
Você ainda vai...
Saiba que vou
Levando aquilo que deixou!

Pedrosill

VIVE-NCI-ANDO

1/20/2010
Enquanto ando
Os olhos vão passando o fino
Imagens se formando
Pessoas diluindo

Enquanto caminhando
Pensamentos vêem surgindo
Os detalhes que estão se revelando
Estão me dando um sentido

É o meu corpo me guiando
É minha mente digerindo
É o meu mundo transformando
É o meu mundo me sentindo

E nada será mais capaz
De me dar as respostas que estou procurando
E nenhum momento será tão melhor
Como este que vive-nci-ando

É o seu mundo me ensinando
É o meu mundo digerindo
É o seu mundo provocando
É o meu mundo evoluindo

E não adianta tentar evitar
Tudo surge no seu tempo exato
E não adianta se arrepender
Acontece por que é necessário
E não adianta pensar em prever
Os encontros são coisas da vida
Por mais que experimentar te faça sofrer
O seu mundo lhe cura a ferida

Enquanto ando
Os olhos vão passando o fino
É o meu corpo me guiando
É minha mente digerindo

Enquanto caminhando
Pensamentos vêem surgindo
É o seu mundo me ensinando
É o meu mundo digerindo

É o meu mundo transformando
É o meu mundo evoluindo

Pedrosill

Cafajeste

1/11/2010
Cafajeste
Fizestes bem
A encontrar um outro alguém
E me largar como ninguém
Ousou jogar
Gostou dos risos do inicio
Mas intento a principio
Em me ver chorar

Cafajeste
Fizeste jus
E já não ha como fugir
A sina há de se cumprir
Por cem anos luz
Sem compaixão
E por amor
Seguirá causando dor
Em quem te encontrar

Personagem de novela
Como aquele drama
Velho e previsível
Nada tinha na panela
De alimento: sentimentos fictícios

A imagem era bela
Porém breve e curta Era
Pobre, tolo e vã!
Desprezando o que é presente
Esquecendo do passado
Evitando o amanhã

Pedrosill

Lamparina Divina

1/09/2010
Lamparina divina
Se ascendeu em minha vida
Uma chama que nos chama
Uma dama que nos ama
Uma força nada estranha
Uma mãe que nos dá manha
Uma face que apanha
E lutadora sempre ganha

Essa é a Valda
Cheia de calma pra ouvir
Quando o peito reclama

Essa é a tia que sempre irradia
Tarde, noite e dia

Essa é a sua
A nossa
E também minha
Única e absoluta
Eterna rainha

Lamparina divina
Chama que nunca apaga
Coração maior de mãe
Coração de tia Valda

Pedrosill