Busque um poema

04 dezembro 2009

En canto

O meu sinal vermelho
Acesso o ano inteiro
Cansou de trabalhar
Quis repassar a bola
Achou que era hora de repousar
O meu sinal de alerta
Quis me dar uma brecha
Quis me ver aventurar

E lá fui eu
Peguei na mão
Do meu guardião
Fui atravessar
Com permissão de Deus
E pé chão
Andei só
Pra variar a voz
Que solto em canto
Enquanto canto
Um encanto vem me libertar

O meu espelho severo
Nunca negou verdades
Mas numa bela tarde
Mostrou que ainda era tempo
Preso por tanto medo
Achei que fosse estória
Me convenceram de tentar
Contar minhas memórias

E lá fui eu
Peguei na mão
Do meu guardião
Fui atravessar
Com permissão de Deus
E pé chão
Andei Só
Pra variar a voz
Que solto em canto
Enquanto canto
Um encanto vem me libertar

Andei só
Pra te mostrar meu tom
Nesse momento
E eu agradeço a cada sentimento

Pedrosill
Compartilhe esse poema: