Passou a Vez

11/19/2009

Eu pedi a mão
Um lado no colchão
A obrigação de ir à padaria
Eu pedi a mão
A chave do portão
E um espaço na escrivaninha
Eu pedi a mão
O seu coração
Ser uma parte da sua vida

Eu nunca iria imaginar
O quanto bom seria amar
Eu nunca iria prever
O quanto bom seria me entregar

Eu jurei ficar
Eu mudei pra lá
Fiquei sozinho a te esperar
Eu pedi a mão
O seu coração
A chave do portão da solidão

Eu nunca iria prever
Se um dia poderia me arrepender
Eu nunca iria imaginar
Se um dia poderia querer voltar

Foi justo o que fiz?
Apostei com tudo e perdi
Foi justo o que fiz?
Lutei contra todos e morri no fim
Foi justo o que você fez?
Tirou minha liberdade
Passou a vez

Pedrosill

0 comentários