Busque um poema

29 outubro 2009

Flechado

Toma!... Cupido desgraçado
Que vivia solitário
E nunca se apaixonou
Toma!... Cupido perigoso
Ta com a corda no pescoço
Pronto pra morrer de amor
Toma!... Prova do próprio veneno
Sai do seu mundo pequeno
Vem provar do que é bom e ruim

Você sabe como é
Você já viu acontecer
Não é assim tão colorido
Como é visto na TV
Mesma coisa todo dia
Que até parece novela
O desejo por um pouco de aconchego
Que se encerra numa cela

Toma!... Cupido descuidado
Deveria ter pensado
Antes de ter aceitado
Toma!... Cupido azarento
Deveria ter mentido
Não sair do apartamento
Toma!... Cupido irracional
Hoje ta pagando o preço
De uma vida emocional

Você sabe muito bem
O desfecho, o final
Já viveu nos bastidores
Hoje é estrela principal
O romance vira drama
Terminando no terror
A rotina homicida te assombra
Faz de ti um sofredor

Toma!... Cupido engraçado
Sabe como é ser flechado
Hoje vive apaixonado

Pedrosill
Compartilhe esse poema: