Tua Gratidão

9/19/2009
Você deveria agradecer
Aos poemas
E as novelas
Que assisto
E me fazem insistir
No que sinto
Por você

Você deveria agradecer
A Previsão no horóscopo
E as promessas do tarólogo
Que me fazem prometer
Que eu sempre serei teu

Apesar das circunstâncias
E toda essa distância
Que percebo quando beijo no seu queixo
Apesar dessa loucura
Não sentir tua ternura
No afago que recebo
Quando encontro com você

Você deveria agradecer
Ao meu escudo
Ao meu instinto cego, surdo e mudo!

Você deveria agradecer
Aos poemas que escrevo
Onde solto as tensões
Aos amigos
Ao vizinho ter saído!

Você deveria agradecer
A devoção por altruísmo
A compreensão
A tolerância
O desejo da criança em se aventurar

Apesar das circunstâncias
E toda essa distância
Que percebo quando beijo no seu queixo
Apesar dessa loucura
Não sentir tua ternura
No afago que recebo
Quando encontro com você

Você deveria agradecer
A certeza que eu tenho
De quem completa minha vida
Que me liga as turbinas
Me programa, me pilota
E me capota
Feito não ter intenção

Passa os dias, dou o tempo
Por satisfação
Me dedico
Nem espero tua gratidão

Pedrosill

Filho Perdido

9/12/2009
Onde você foi buscar?
O abismo
Foi demais pra você!
Queria entender...

Onde você se escondeu?
Por nada
Vai mudar o que aconteceu...
Errado você escolheu!

Tu vais por quê?
Quer que eu vá?
Entender
É demais!
Arriscado eu sei!
Que seria bem melhor
Se você ficar...
Pode até render
Mais do que eu!
Te avisei!

Mas vá mesmo!
Assim é você quem escolhe
Aprender de um jeito ou
De outros...
Abraços!
Outro estranho
Que eu já não te sirvo!

Mas vá sabendo:
De tudo que tenho
Um caminho do qual me orgulho
De nunca ter!
Esquecido de onde?
Tenho vindo!

Pedrosill

A Visão

9/12/2009
A visão
Mostrou pra mim
Como era inútil se desesperar
E que a espera não era em vão

A visão
Desceu a mão
Então me trouxe calma
Paz pra minha alma
Levitou o coração

E eu que não sabia
Sentia o peso das lágrimas
Enxutas por poucas palavras
Uma iluminação

Dessas raras tempestades
De duras verdades
Eu não podia imaginar que
Ver além
Ver de longe
E sobre tudo
Só é possível para quem crê
Que certamente haja luz
E que é a vida que se encarrega
De nos resolver

A visão
Mostrou a direção

Pedrosill

Dom de Ferir

9/08/2009
Incrível
Como você tem o dom de me ferir
Mesmo quando estende a mão ou me faz rir
Confuso, já não quero as migalhas
E nem te amar no escuro

Hilário
Como me encanto e caio no conto do vigário
E te reservo um espaço em meu armário
Quando do seu coração
Já não me sobram brechas
Nem tempo pra visitação

Há um tempo atrás eu não perceberia
Tão seguro na certeza
Que meu surdo coração dizia
Que você acordaria
E que seria um novo dia
Há um tempo atrás eu ainda acreditava
Na mudança tão sonhada
Sentir que não são só palavras
Palavras facilmente vêm e vão
E paradas dentro do meu coração
Aprisionam um sentimento de paixão
Que me fazem persistir no teu perdão

Inevitável
Questionar um erro seu, um passo em falso
Com medo de machucar o meu frágil coração
Com a sua reação
Que me faz sentir a culpa
Das minhas cobranças e desculpas

Incompreensível
Seu discurso de deixar rolar o rio
Me prendendo nas barreiras do vazio
Se me minha presença te da forças,
Por que existir outras pessoas?

Há um tempo atrás eu não perceberia
Tão seguro na certeza
Que meu surdo coração dizia:
"Eu vou te amar seja onde e como for!"
"Suportarei alegremente toda dor!"
"Eternamente estarei a seu dispor!"
"Faça o que quiser de mim, meu grande amor!"

Incrível
Como você tem o dom de me ferir

Há um tempo atrás eu não perceberia
Tão seguro na certeza
Que meu surdo coração dizia
"Eu vou te amar seja onde e como for!"
"Suportarei alegremente toda dor!"
"Eternamente estarei a seu dispor!"
"Faça o que quiser de mim, meu grande amor!"

Há um tempo atrás eu não perceberia
Que a sua consciência
Seria o que nos impediria
Seria necessário tanta dor?
Pra você valorizar o nosso amor
Eu sinto tão de perto que o calor
Se foi, como foi?
Meu amor!