Muros

2/04/2009

É preciso de dois ou três tijolos
Pra enfim edificar
Toda a história de um homem
Que sobe de andar em andar
Em busca da satisfação
De olhar com outro olhar
Em cada detalhe uma estima
A esperança de pavimentar
Sua vida com todos os sonhos
Que a realidade não pôde lhe dar
E com cimento ele ergue seu peito
Na tentativa de suportar
Dias cada vez mais amargos
Que de mais nada se pode esperar
E Mais tarde ao passar nesta esquina
Esse alguém irá pensar
Que com suor e paixão
Fez tão belo este lugar
Que logo abrigará pessoas
Protegendo-as de tudo que um dia temeu
Mas que apesar de tanto esforços
Nada daquilo seria seu
E assim mais um dia termina
E logo outro ele verá raiar
A espera no ponto de ônibus
De uma vida que não vai chegar

Pedrosill

0 comentários