A Culpa

5/14/2008
Ajuda
Quando o motivo chega
Sem avisar
Ajuda
Quando não decido
E tenho que aceitar
Ajuda
Quando não padeces
E é você quem esquece
De continuar
Quando o rumo muda
E eu fico sem ajuda
A desmoronar

E a culpa assim não nasce minha
Isento sigo sem me envergonhar
E assim a culpa morre sua
E eu não teria nada pra justificar

Me ajuda e assume essa culpa
De eu ter perdido essa luta
Só pra disfarçar
Me ajuda
Por que mesmo sabendo
Que essa culpa é justa
Eu não vou suportar

E a culpa assim não nasce minha
E sigo de vitima a me beneficiar
Assim a culpa morre sua
Como a perfeita desculpa pra eu me livrar

Pedrosill

Dissimulado

5/09/2008
Rotulado
Como dissimulado
Por um olho alheio
Que de escanteios
Atira algo
Bem observado!

Sua expressão
Palavras, gesticulação
Emitem sem perdão
Os mesmos erros
Percebido
Mesmo sem intenção

É fato não há
Como negar ou esconder
Que nunca irá mudar
Nem ao menos se arrepender
Há muito quis te contar
Ou mais, tentar te deter
Mas sempre você estará
Arquitetando pra sobreviver

Mais um plano
Destilando
A oportunidade
Mais um ano
Aproveitando
Da ingenuidade
Seja necessidade
Ou pura vaidade
Exaltando os próprios ganhos
Por sacanagem
Brindará brincando
Entre vantagens e chantagens

Pedrosill