Desejando Morno

11/29/2007

Ando querendo ficar
Distante do meu lugar
Em busca de um novo lar
Que possa
Acolher, Oferecer, Proporcionar
Garantir, Matar e Morrer, Assegurar

Ando querendo mudar
Um pouco de ar pra respirar
Novos parâmetros pra configurar
Características antes esquecidas
Da minha velha nova vida!

Mas promessas falhas
Lições não aprendidas
Permanecem remoídas
Uma decisão diminuída
Desejando morno
Eu já me encontro sem saída
Escolho por viver de novo
A minha nova velha vida!

Ouvi dizer que
Nada nada nada mudará
Que nada nada nada nada
Eu sei nada nada nada mudará
Mas que nada, nada nada mudará

0 comentários